Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensamentos a Nu

Os meus pensamentos mais pessoais ... um pouco de mim ...

Pensamentos a Nu

Os meus pensamentos mais pessoais ... um pouco de mim ...

01
Jul08

26/06/2008 - 23h20m - Out of Portugal

pensamentos.a.nu

Tanto já escrevi sobre ti, para ti ... hoje, escrevo sobre esse "the end" que tantas vezes ameaçou aparecer. Um "the end" com milhares de quilometros de distância ... por telefone, sem olhos nos olhos ... se calhar foi melhor assim!

Sabes, não me sinto feliz mas, sinto-me aliviada ... não estou 100% certa que era o que queria mas, estou 100% certa que era o que tinha que fazer ... como muitas vezes te disse, é o meu grito de liberdade. Por muito que te ame, este amor faz-me sofrer, estar ao teu lado era como se fosse escrava, presioneira de uma guerra que não é minha!

Não tenho medo do futuro ... por muito que tudo isto me doa, me magoe, sinto-me em paz. Sinto-me com forças para seguir em frente, para lutar pela minha felicidade, para lutar por alguém que faça por merecer o meu amor, que me aceite como sou, que me entenda, que me faça rir ... há tanto tempo que já não riamos Di!

Tudo o que vivemos me fez crescer e aprender muitas coisas ... fez-me aprender que não posso lutar por alguém que não quer ser conquistado, que não conquista porque acha que já fez tudo, que não luta por aquilo qu quer ... numa "guerra" mesmo que alcancemos a vitória, há sempre perdas ... tu não querias perder nada, arriscas-te e perdes-te-me! Perdes-te-me porque quises-te ... não sou posse tua!Eu também perdi mas, para alcançar a minha felicidade tive que abdicar de algumas coisas ... neste momento abdiquei de ti, de tudo o que passamos, de tudo o que sentimos. Decidi "sacrificar" o que sinto por ti para poder voar!

Sim, encontrei outro alguém. Não o amo, nem ele me ama a mim mas estamos bem na companhia um do outro, acima de tudo somos verdadeiros amigos. Entre nós não há mentiras, não há julgamentos ... ao lado dele sinto-me feliz ... sinto magia, voltei a rir!

Não te digo adeus (como me disses-te a mim) porque considero que adeus é para quem morre e tu, nunca morrerás para mim.

Encontra o teu caminho ... e sê feliz!

Desta, soltei mesmo as amarras.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D