Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pensamentos a Nu

Os meus pensamentos mais pessoais ... um pouco de mim ...

Pensamentos a Nu

Os meus pensamentos mais pessoais ... um pouco de mim ...

23
Out08

Porque me sinto ...

pensamentos.a.nu

A vontade quase louca de escrever regressou ... regressou em força ... regressou porque me dás forças, me insentivas a fazê-lo e sobretudo porque sei que vais ler!

Apetece-me escrever sobre tudo e sobre nada ao mesmo tempo ... escrever, apenas esrever ... transmitir ao mundo o que sinto por ti ... o que sei que sentes por mim ... escrever sem acontecimento especial ... escrever também sobre os medos e angústias que, mesmo sendo menores, ainda hoje me assombram ... escrever sobre nós!

Que sentimento é este ... que loucura é esta que nos faz contornar todos os obstáculos para seguirmos um caminho só nosso?

Tenho que confessar que, se hoje vivemos neste estado de magia é gaças a ti ... é graças à tua persistência, é graças à tua coragem em mudar, é graças à tua luta!

Sim amor, se dúvidas eu tive ... tu conseguiste mudar isso! Contudo sabes bem que ainda pairam dúvidas sobre mim e essas sim, dependem unicamente de ti para as resolver!

É evidente que nem tudo são rosas ... também temos as nossas divergências ... mas conversando conseguimos esclarecer as coisas, não é mor?

Entre tantas outras coisas, também temos em comum o medo de nos perder-mos um do outro ... medo de perder a pessoa que nos completa ... mas como costumas dizer ... juntos vamos conseguir, certo?

Tenho saudades tuas ... tantas que às vezes parece que vou sofucar! Sei que por agora tem que ser assim. Tentamos colmatar essa saudade com telefonemas e sms's que cada dia que passa se tornam insuficientes para matar esta saudade, esta vontade de estarmos juntos! Mesmo assim, os poucos momentos que passamos juntos ... são mágicos, são puros, são verdadeiros ... conheces-me tão bem (como eu a ti)...

Eu apaixonei-me por ti há já alguns tempos mas, cada dia consegues fazer com que te ame ainda mais ... tu mudas-te mesmo! Sabes o que dizer, o que fazer para me surpreenderes! Espero que também sintas o mesmo de minha parte!

Amo-te Di!

22
Out08

Amor Proibido V

pensamentos.a.nu

... ela conseguia ver terra firme!

Foi-se aproximando ... fazendo com que os seus olhos confirmassem se era ou não terra firme. À primeira vista sim ... nos primeiros momentos também ... parecia que a sua vida mudaria dali para a frente mas ... e porque existe sempre um mas ... a terra afinal não era assim tão firme ... eram mais areias movediças! A todo o custo ela tentava encontrar terra firme e, sempre que achava ter encontrado, de novo as areias se moviam ...

Enquanto tentava firmar-se ... ao longe, no barco, o capitão observa-a, dizia-lhe para voltar, insistia que o lugar dela seria ali, ao lado dele e que juntos, chegariam a bom porto! Ela não queria ouvir ... não se queria iludir uma vez mais! Mas, água mole em pedra dura tanto bate até que fura e, as areias movediças também não ajudavam!

Ganhou coragem, deixou para trás as areias movediças e foi em direcção ao seu capitão! Conversaram, defeniram trajectos, planos para chegarem a bom porto! Será que vão conseguir? Será que vão ter capacidade de enfrentarem e ultrapassarem juntos as tempestades que se avizinham? O tempo ditará se esta "embarcação" é forte ... ou não!

 

 

(continua)

16
Out08

De novo ... para ti Di!

pensamentos.a.nu

Nunca consegui fechar as nossas recordações no baú ... não consegui sequer rodar a chave ... não consegui "arrancar-te" do meu coração ... parece que cada dia te entranhavas mais!

Tantas vezes prometi a mim mesma que não mais escreveria sobre ti ... tantas vezes falhei e, agora, falho novamente mas, falho à minha própria palavra por uma boa razão!

Realmente nada na vida acontece por acaso e, não foi por acaso que não obtinha respostas, que não conseguia seguir em frente ... a vida, de novo, nos colocou frente a frente e, nos provou ela mesma, que as oportunidades que nos dá é para serem usadas! Desta vez não fugimos, colocá-mos o medo de lado, esclarecemos dúvidas e decidimos dar, a nós mesmos, a oportunidade de sermos felizes! Vamos conseguir? Vamos estar juntos uma semana, um mês, um ano, a vida inteira? Não sei e sabes que mais? Não me interessa! Quero aproveitar cada momento ao teu lado, viver intensamente cada respirar! De novo me fazes sentir menina e ao mesmo tempo mulher ... de novo me fazes VIVER!

Amo-te Di

08
Out08

Vai ...

pensamentos.a.nu

 

Para sonhar o que poucos ousaram sonhar.

Para realizar aquilo que já te disseram que não podia ser feito.

Para alcançar a estrela inalcançável.

 

Essa será a tua tarefa: alcançar essa estrela.

Sem quereres saber quão longe ela se encontra;

nem de quanta esperança necessitarás;

nem se poderás ser maior do que o teu medo.

Apenas nisso vale a pena gastares a tua vida.

 

Para carregar sobre os ombros o peso do mundo.

Para lutar pelo bem sem descanso e sem cansaço.

Para enxugar todas as lágrimas ou para lhes dar um sentido luminoso.

Levarás a tua juventude a lugares onde se pode morrer, porque precisam lá de ti.

Pisarás terrenos que muitos valentes não se atreveriam a pisar.

Partirás para longe, talvez sem saires do mesmo lugar.

 

Para amar com pureza e castidade.

Para devolver à palavra "amigo" o seu sabor a vento e rocha.

Para ter muitos filhos nascidos também do teu corpo e - ou - muitos mais nascidos apenas do teu coração.

Para dar de novo todo o valor às palavras dos homens.

Para descobrir os caminhos que há no ventre da noite.

Para vencer o medo.

 

Não medirás as tuas forças.

O anjo do bem te levará consigo, sem permitir que os teus pés se magoem nas pedras.

Ele, que vigia o sono das crianças e coloca nos seus olhos uma luz pura que apetece beijar, é também guerreiro forte.

Verás a tua mão tocar rochedos grandes e fazer brotar deles água verdadeira.

Olharás para tudo com espanto.

Saberás que, sendo tu nada, és capaz de uma flor no esterco e de um archote no escuro.

 

Para sofrer aquilo que não sabias ser capaz de sofrer.

Para viver daquilo que mata.

Para saber as cores que existem por dentro do silêncio.

Continuarás quando os teus braços estiverem fatigados.

Olharás para as tuas cicatrizes sem tristeza.

Tu saberás que um homem pode seguir em frente apesar de tudo o que dói, e que só assim é homem.

 

Para gritar, mesmo calado, os verdadeiros nomes de tudo.

Para tratar como lixo as bugigangas que outros acariciam.

Para mostrar que se pode viver de luar quando se vai por um caminho que é principalmente de cor e espuma.

Levantarás do chão cada pedra das ruínas em que transformaram tudo isto.

Uma força que não é tua nos teus braços.

Beijá-las-ás e voltarás a pô-las nos seus lugares.

 

Para ir mais além.

Para passar cantando perto daqueles que viveram poucos anos e já envelheceram.

Para puxar por um braço, com carinho, esses que passam a tarde sentados em frente de uma cerveja.

Dirás até ao último momento: "ainda não é o suficiente".

Disposto a ir às portas do abismo salvar uma flor que resvalava.

Disposto a dar tudo pelo que parece ser nada.

Disposto a ter contigo dores que são somente de alegrias talvez longe.

 

Para tocar o intocável.

Para haver em ti um sorriso que a morte não te possa arrancar.

Para encontrar a luz de cuja existência sempre suspeitaste.

Para alcançar a estrela inalcançável.

 

Paulo Geraldo

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D