Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pensamentos a Nu

Os meus pensamentos mais pessoais ... um pouco de mim ...

Pensamentos a Nu

Os meus pensamentos mais pessoais ... um pouco de mim ...

28
Nov17

Vou respeitar

pensamentos.a.nu

Eu quero, mas não posso!

16583853_246833082432227_25519832384405504_n.jpg

 

Foram estas as tuas palavras... que passam na minha cabeça vezes e vezes sem fim... não consigo perceber!

Queres, gostas de estar comigo, sentes-te bem ao meu lado mas... mas não me podes dar o que mereço, porque não estás, ainda, preparado para assumir uma relação!

E, tudo que vivemos? Vou guardar num baú e fechar às chaves, é isso? O que faço com o que sinto? Nada, certo? 

Mas, no fundo, entendo-te, sabes? E tenho mesmo que te deixar ir... faz esse teu luto, sem rumo, sem a minha mão para te amparar... sofre e segue o teu caminho, sozinho!

Ontem, quando estavas a falar comigo, só me apetecia abraçar-te, beijar-te e dizer-te que estou aqui... mas tu sabes que estou e, também tu querias estar... mas não consegues, não podes!

Queria sentir raiva por, mais uma vez, me ter entregue à possibilidade de ser feliz... mas não consigo... e isso ainda custa mais!

Tenho o coração tão apertadinho... e imagino que também não estejas bem... a tua cara de ontem, disse-me mais do que as palavras que saiam da tua boca.

Querias que aparecesse na tua vida numa outra altura... mas, estas coisas nós não escolhemos, não depende de nós e, por algum motivo foi agora que nos "vimos" quando já partilhavamos os mesmos locais!

Não adianta estar a tentar arranjar desculpas... queres, mas não podes! Pronto, é isso, ponto!

Vou respeitar...

 

 

22
Nov17

Queres ficar ou queres que te deixe ir?

pensamentos.a.nu

AAEAAQAAAAAAAAenAAAAJDIzNzgwMmU5LTczMTEtNDVlMC1hNW

 

Não páro de olhar para o relógio....

Não páro de olhar para o telemóvel...

Espero uma notícia tua, espero que chegues, depois de uma longa viagem.

Espero por ti, mesmo sabendo que não é para mim que vens!

Não vens porque não podes, porque não queres, porque ainda não encerras-te o "teu" capítulo e, sem que contasses, eu entrei nesse fim(?) de história, quando querias que eu só entrasse quando já tivesses terminado!

Eu terminei o "meu" capítulo de uma vez por todas, não há volta a dar e, mesmo que houvesse, eu não quero!

E tu? Sabes o que queres? Sabes se queres definitivamente encerrar esse capítulo? Não sabes e, tens medo de assumir! E tens medo do que eu possa ser para ti e interferir nessa tua indecisão.

Preferes (sobre)viver nessa angústia, nesse medo, nessa indecisão e, de quando em vez, fechas-te na tua concha e nem dás sinais de ti!

Hoje, decidi ser, ao contrário do que costumo ser, meio termo, não ser 8 nem 80, tentar ser 40! Vou tentar porque acho que temos aqui algo... Não sei se vou conseguir e, se isso acontecer, vou afastar-me! Se não conseguir ser 40, vou deixar-te nesse rumo de vida que, nem tu sabes qual é!

Quando estámos sozinhos, sei que és só meu, que te entregas de corpo e alma e que nenhum medo te atormenta mas, existe sempre um mas, quando ficas horas /dias sem nada dizeres, sem dares sinal de ti... onde param os teus pensamentos? Onde param os teus sentimentos? (Será que quero saber?)

Queres ficar ou queres que te deixe ir? Diz-me o que sentes, o que queres de mim... mas diz antes que este sentimento que tenho por ti, vire algo mais sério e me faça sofrer.... por favor, dizes-me o que queres?

Gosto de ti, rapaz!

"Tu tanto queres espaço, como o espaço te sufoca
Queres quando não tens e quando tens pouco importa" 

13
Nov17

Desbravando caminho...

pensamentos.a.nu

E hoje as horas não passam...

17522626_1279083042128667_975753498127957312_n.jpg

Fiquei perdida no teu abraço de ontem, no teu beijo molhado... enroscada no teu corpo!

Queria que o mundo parasse e aquelas nossas (poucas) horas não acabassem...

Não me sais do pensamento, na minha cabeça passam as mesmas cenas repetidamente e, em cada repetição, encontro um novo pormenor! O teu cheiro ainda está em mim... todo tu estás em mim!

Voltamos à mesma conversa... não me queres magoar, não me queres fazer sofrer, neste momento não me podes dar o que mereço.... esquece, eu já me apaixonei por ti e, vou viver cada momento de felicidade a teu lado. Será o que tiver que ser!

Não posso voltar atrás e, mesmo que pudesse, não queria. O que temos vivido é tão bom... é tão nosso! Com medos e inseguranças... é bom, aliás, como tu disses-te, é MUITO bom!

Então, deixemo-nos ir no embalo da descoberta, sem cobranças, sem expectativas... vamos viver o momento, pode ser? Se não der certo? Pelo menos não nos arrependemos de ter tentado e, por alguns momentos, fomos felizes!

Mim gostar muito do tu <3

11
Nov17

Queria entender...

pensamentos.a.nu

voce-sabe-o-que-sente.jpg

Queria entender... juro que queria!

Queria entender esse teu medo de seres feliz (que tu próprio admites), de te entregares ao que estás a sentir!

Queria entender porque foges, porque me afastas quando, eu sei, eu sinto, que me queres... que sentes a minha falta... queria entender-te!

Dás-te... foges... queres-me... afastas-me...

Tens medo de quê? 

Os teus medos são os meus... já sofremos muito e não queremos sofrer mais, mas, se não arriscar-mos, podemos perder a oportunidade de sermos felizes, não entendes isso? Não entendes que cada dia que passa sinto mais a tua falta, sinto que me estou a perder, quando me queria encontrar?

Perguntas-te porque apareci na tua vida... respondi se querias que desaparecesse... respondes-te NIM... tu não sabes, ou melhor, tu sabes, mas não queres admitir...

Queria tanto entender.... mas só tu podes explicar... será que consegues?

Não tenhas medo de ser feliz...

 

 

 

02
Nov17

Que seja o que tiver de ser...

pensamentos.a.nu

 

 

E, o nosso primeiro encontro aconteceu!!!!22046682_1400535496661758_1039429084798526981_n.jp

Longe de tudo e de todos que nos podessem conhecer, no meio de gente estranha, mas parecia que eramos só nós dois...

Tomámos café e conversamos (pouco) das nossas vidas, dos nossos medos e do que queriamos... combinamos conhecermo-nos, com tempo, com calma.

As nossas mãos, nervosas, tocavam-se de quando em vez mas, de jeito timido, retrocediamos... o medo era maior!

Fomos passear, de mãos dadas, e, assim de repente, puxas-te-me para junto de ti e deste-me (demos) aquele beijo... ai como é bom o teu beijo, como é bom o teu abraço!

Perdi-me no teu beijo, encolhi-me no teu abraço e voltei a viver! O mundo parou e aquele momento era/foi só nosso!

Entretanto já estivemos juntos, mas não nos podiamos tocar... trocamos parcas palavras e muitos olhares!

Tenho saudades tuas... do teu abraço que me conforta, do teu beijo que me desorienta!

"Não, não me deixes partir, Sem entender o que temos aqui"... e que seja o que tiver de ser!

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D